Vidros

 
 
 

SERRALHARIA AMARAL

 

 
 
 

CAIXILHARIA DE ALUMÍNIO

 
 
 
 

VIDROS

 
 
 
 

JANELAS

 
 
 
 

ESTORES

 
 
 
 
 
 

OS NOSSOS VIDROS

 

 
Na Serralharia Amaral trabalhamos com empresas certificadas em vidro duplo como por exemplo a VITROCHAVES e COVILIS. Dispomos de uma grande variedade de vidros duplo ISOLARGLASS, térmicos, acústicos, solares, energéticos e de segurança. Também poderá contar com a Serralharia Amaral, se necessitar de divisórias em vidro temperado.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

VIDRO DUPLO B.EMISSIVO NEUTRALUX

 

 
 

CONFORTO E POUPANÇA

 

 
As áreas envidraçadas dos edifícios, janelas, portas ou clarabóias, são elementos fortemente responsáveis pelas perdas de energia, pelo que pensar em aliados para a eficiência energética é pensar em soluções envidraçadas que tornem estas áreas mais eficientes.
 
 
 
 

O VIDRO E A LUZ

 

 
O correto aproveitamento da luz natural é um fator relevante quando pensamos em poupança de energia elétrica luminosa. Seja em espaços de trabalho, estudo, lazer ou no conforto do lar, quanto maior for o aproveitamento da luz natural menos necessidade existe em recorrer ao uso de lâmpadas, isto representa um fator de conforto e poupança.

A moderna tecnologia de ISOLAR NEUTRALUX permite posicionar a quantidade total de luz que atravessa o envidraçado em valores na ordem dos 80%, fator muito relevante neste ponto.
A unidade de medida no que ganhos luminosos se refere é a TL (Transmissão Luminosa) em % (Percentagem). Quanto mais elevada esta unidade estiver menos necessidade de luz elétrica será necessária para iluminar o espaço.
 
 
 
 

O VIDRO E O SOL

 

 
 
A radiação solar, além de luz visível, contém raios ultravioletas e infravermelhos, que ao incidirem sobre os objetos aquece-os e estes libertam energia calorífica natural.
ISOLAR NEUTRALUX, graças ao seu revestimento de baixa emissividade, cria uma barreira que impede que esta energia calorífica natural se perca através do vidro, contribuindo desta forma para que a necessidade de aquecimento mecânico seja menor.
Tanto a energia libertada pelos objetos aquecidos pelo sol, como a libertada pelos aquecedores mecânicos, são da mesma natureza (mesmo comprimento de onda), por esta razão, ISOLAR NEUTRALUX ajuda a controlar as perdas da energia calorífica com origem nos aquecimentos mecânicos.
A unidade de medida no que a perdas de energia se refere é o Ug (Coeficiente de transmissão térmica do vidro) em W/m2.K. Quanto mais próximo de zero este valor estiver menos perdas de energia o vidro terá.
Maximizando o conforto e a poupança
Para maximizar a eficiencia energética de ISOLAR NEUTRALUX estes podem ser fabricados preenchendo as câmaras intercalares com gazes nobres como o árgon ou o krypton, contribuindo assim para um isolamento térmico reforçado.
 
 
 
É ainda possível que a câmara intercalar dos vidros, normalmente em aluminio, seja substituida por um elemento de menor condutibilidade térmica, warm edge, benificiando a poupança global de energia e contribuindo para uma menor probabilidade de existência de condensações no perimetro do vidro.

VIDRO DUPLO SOLARLUX controlo solar CONTROLO SOLAR E DESIGN

Pelas suas características únicas de resistência, durabilidade e versatilidade, o vidro é um dos materiais utilizados na construção que ainda tem muito para oferecer e não é um produto esgotado no que a possibilidades se refere.

O vidro ajuda a desenvolver projetos exclusivos, seja na área de edifícios emblemáticos de grande porte, seja no setor residencial moderno onde cada vez mais as paredes em vidro têm uma preponderância importante.
 
 
 
 
 
 
 

O CONTROLO SOLAR E A LUZ

 

 
A escolha de vidros com maior ou menor transmissão luminosa é relevante para alcançar espaços confrotáveis e transparentes. Frequentemente encontramos soluções que devido à sua elevada transmissão luminosa obriga ao uso de cortinas ou outros elementos que ajudem a controlar a luz tornando espaços transparentes em espaços opacos, deixando de benificiar do vidro como elemento transparente. Aos invés, para evitar entrada de calor, frequentemente encontramos soluções que em dias mais escuros obrigam a ter a luz eletrica constantemente ligada para benificiar de um ambiente agradável para o lazer ou o trabalho.

A chave para ultrapassar esta dificuldade está na seletividade do envidraçado, a escolha de soluções em vidro que permitam controlar o calor e ao mesmo tempo definir a quantidade correta de de luz para que o espaço esteja confortável e energéticamente eficiente.
 
 
 

ESTÉTICA E COR

 

 
Geralmente o aspeto do envidraçado é um dos critérios decisivos na escolha de uma solução. Em edificios residenciais normalmente opta-se por soluções mais transperantes e pouco refletantes, já em edificios de escritórios ou fachadas envidraçadas, a escolha recai sobre soluções mais ou menos refletantes, coloridos ou máxima transparencia. Em fachadas em vidro onde normalmente toda a parede do edificio é envidraçada a seleção do vidro deve ter em conta as zonas cegas, garantindo uniformidade da fachada.

A escolha se vidros com um índice de reflexão luminosa elevado poderá ajudar no aumento da privacidade de espaços. Por outro lado pode ser um fator de desconforto para outros edificios circundantes em determinadas horas do dia, pois podem direcionar a reflexão da luz do sol para zonas onde a não existencia deste nível de reflexão não existiria. A escolha de vidros coloridos na massa como o segmento SOLARLUX Silver Bronze, Verde, Gris, Blue, entre outros, permitem conferir uniformidade e elegância desenvolvendo soluções ideais para fachadas envidraçadas uniformes.
 
 
 
 
 

VIDRO ISOLAR AKUSTEX®

 

 
O ruido está a tornar-se cada vez mais o flagelo da humanidade. O barulho dos carros, comboios e aviões, bem como máquinas, televisores, rádios e eletrodomésticos é omnipresente e assombra-nos ainda mais no sono. Ainda que não nos apercebamos conscientemente, o nosso corpo reage ao ruido por meio do nosso sistema nervoso, sistema circulatório, frequência cardíaca, pressão arterial,…

ISOLAR AKUSTEX® O vidro isolante para a tranquilidade e o conforto
ISOLAR AKUSTEX® cria propriedades de isolamento acústico e térmico para uma melhor qualidade de vida. Combina as propriedades únicas do material transparente do vidro com as possibilidades de um isolamento acústico eficaz.
Os princípios para isolamento acústico em vidro são extremamente simples. Dependendo dos requisitos, são utilizados:
  • Vidros de maior espessura;
  • Vidro de diferentes espessuras (construção assimétrica);
  • Aumento da distância entre os vidros;
  • Gás especial de enchimento entre os vidros;
  • Laminados de segurança com isolamento através de películas acústicas.
 
 
 

Para cada pessoa o vidro certo

 

 
A ampla gama de vidros isolantes AKUSTEX® oferece proteção acústica em janelas e fachadas em função das necessidades individuais, por exemplo, quando se trata de insonorização e espessura total de construção, para cada caso existe um vidro adequado. Os gases nobres, árgon ou krípton, introduzidos entre os vidros contribuem positivamente para uma melhoria acústica e térmica.

Exigências de isolamento acústico particularmente elevadas tornam necessário o uso de soluções acústicas AKUSTEX® AF, utilizando laminados de segurança acusticamente reforçados. Estes últimos são produzidos usando uma película acústica especial, cujas propriedades em relação à ausência de transmissão sonora são particularmente otimizadas.
Especialmente no campo das baixas frequências podem ser conseguidos excelentes resultados. Para um isolamento acústico com vidro, até aos limites das possibilidades técnicas, AKUSTEX® AF é fabricado utilizando dois vidros laminados de segurança acusticamente reforçados, geralmente de diferentes espessuras.
 
 
 
 
 

ORIENTAÇÃO SOLAR

 

 
 
A posição das áreas envidraçadas em relação ao sol são determinantes na hora de definir a necessidade de controlar a entrada de calor, ganhos solares.
Os ganhos energéticos, ou entrada de calor, é medida pela quantidade total de energia solar incidente pelo que ter uma correta noção da incidência solar sobre os vidros permitirá facilmente determinar as necessidade de controle solar, por exemplo, em Portugal, se a área revestida a vidro está voltada a norte, as necessidades de controle solar são praticamente irrelevante, pois não existe incidência solar, já se for a sul/poente, os ganhos energéticos, entrada de calor, vão ser muito elevadas e cuidadosamente definidas.

Ganhos energéticos ou Entrada de calor

A radiação solar incidente sobre as áreas envidraçadas é responsável pela entrada de luz e calor.
 
 
 
Da totalidade de energia solar incidente uma percentagem é refletida pelo vidro, uma outra percentagem atravessa diretamente o envidraçado e uma outra percentagem é absorvida pelo mesmo, desta percentagem que é absorvida uma percentagem dissipa-se para o exterior e uma outra percentagem dissipa-se para o interior. A percentagem que atravessa diretamente o envidraçado, junto com a percentagem que se dissipa ao interior perfazem a quantidade total de energia que atravessa o envidraçado. Este total de energia total que atravessa o envidraçado é denominado por Fator Solar (FS) ou Coeficiente g.
O Fator Solar, medido em percentagem, representa a totalidade de calor que atravessa o envidraçado e quanto mais próximo de zero estiver menos calor atravessa o envidraçada.
A escolha de vidros com um maior ou menor Fator Solar vai ajudar a controlar o calor, se o objetivo é que entre mais calor a eleição de um vidro cairá sobre vidros com Fator Solar mais elevado, se o objetivo é limitar a entrada de calor, então a eleição cairá sobre vidros com Fator Solar mais baixo.
 
 
 
 
 
 

Função adicional de isolamento térmico

 

 
AKUSTEX cuida simultaneamente e ao mais alto nível da insonorização e do isolamento. Proporciona a ligação dos princípios do isolamento acústico do vidro base com os do isolamento térmico do vidro triplo. Enquanto os vidros, externo e interno, determinam essencialmente a insonorização, o vidro central tem um papel secundário. Ao mesmo tempo os revestimentos altamente isolantes e os gases nobres árgon ou kripton, entre os vidros, proporcionam uma maior eficiência na utilização de recursos energéticos preciosos.